Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''firewall''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Geral - conteúdo livre
    • Como utilizar o Fórum do BABOO
    • Conheça os Cursos do BABOO
    • Curso gratuito Windows RÁPIDO e SEGURO
    • Conteúdo ESSENCIAL para dominar o Windows
    • Conteúdo ESSENCIAL para dominar Segurança Digital
    • Baboo informa, comenta e responde
  • Cursos do BABOO  -  somente alunos
    • Curso Windows Server SEGURO
    • Curso Windows 10 da Formatação à Produtividade
    • Curso Manutenção TOTAL de Windows (+ dúvidas Windows Server)
    • Curso Manutenção AVANÇADA de Windows
    • Curso Manutenção INTERMEDIÁRIA de Windows
    • Curso Manutenção BÁSICA de Windows
    • Curso O que fazer APÓS instalar o Windows? (descontinuado)
    • Aperfeiçoamento para Técnicos de Informática 2.0
  • BABOO  -  somente alunos
    • Muro da Vergonha
    • Windows no MUNDO REAL
    • Comentários do YouTube
    • Informações, Enquetes, Bate-papo...
    • Problemas, dúvidas e sugestões para o Fórum do BABOO
  • Windows  -  somente alunos
    • Windows 10: TUTORIAIS, GUIAS E DICAS
    • Windows 10: INSTALAÇÃO, ATIVAÇÃO, REDE E DRIVERS
    • Windows 10: GERAL
    • Windows 10: SEGURANÇA
    • Windows 10: DESEMPENHO
    • Windows 10: JOGOS
    • Windows 8.x e Windows 7
  • Segurança  -  somente alunos
    • Dúvidas, problemas e suporte
    • Sugestões, dicas e macetes
  • Kaspersky's Tópicos

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Foram encontradas 1 postagem

  1. O artigo abaixo foi atualizado em 2019 com informações adicionais a atualizadas deste vídeo publicado em 2017: Um bom antivírus torna desnecessário o uso de anti-rootkit, anti-keylogger, anti-ransomware e anti-qualquer-coisa, pois na prática o antivírus já está monitorando este tipo de ameaça. A instalação desse tipo de programa só é recomendada se o antivírus não proteger contra essas ameaças, como alguns antivírus gratuitos que precisam de um anti-ransomware adicional conforme eu detalho no meu artigo sobre os melhores antivírus gratuitos. Além disso, esses programas adicionais ficam residentes na memória, podendo causar problemas de estabilidade, ter bugs e até deixar o computador lento sem necessidade alguma - e por esses motivos o seu uso deve ser limitado somente ao cenário citado acima. Eu quero evitar que você faça o que a maioria dos internautas fazem: transformar o seu computador em um laboratório de testes instalando soluções adicionais de segurança que usualmente são totalmente desnecessárias. Qual é a diferença entre antivírus e anti-malware? O termo antivírus é antigo pois foi criado na época em que os vírus eram basicamente as únicas ameaças digitais. Depois dele surgiram trojans, worms, keyloggers, spywares e outros tipos de ameaça digital - e todas elas (incluindo os vírus) são definidas como malware. Então tecnicamente um anti-malware deveria ser mais completo do que um antivírus pelo fato do vírus ser apenas um malware dentre muitos outros - mas isso não condiz com a realidade. Embora os produtos de segurança que detectam e eliminam ameaças digitais são comumente chamados de antivírus, na prática eles são antimalware pois eles também detectam trojans, worms, keyloggers, spywares, etc. O problema é que o nome antivírus se tornou sinônimo de qualquer programa que detecta ameaças digitais - mesmo que o programa seja na verdade um antimalware. A conclusão disso tudo é que as empresa utilizam o termo antivírus por questões mercadológicas, uma vez que esse termo é muito mais conhecido do que antimalware - embora o produto que elas vendam seja um antimalware. Isso acontece de maneira similar a produtos de outras empresas, aonde um termo ou marca se sobressai em relação ao produto em si: Gillete (lâmina de barbear), Xerox (máquina copiadora), Durex (fita adesiva), Post-It (bloco de notas adesivo), etc . Em 2018 um executivo de uma conhecida empresa de antivírus me contou que muitas ligações para o suporte são de pessoas perguntando se o produto "Internet Security" também vinha com antivírus, pois essa palavra não consta no nome do produto Então fica a dúvida: o que que utilizar além do antivírus? Malwarebytes for Windows Se o seu nível de paranoia é mais alto do que o normal, como eu, por exemplo, daí eu sugiro o uso do Malwarebytes for Windows (que antigamente se chamava Malwarebytes AntiMalware e era apelidado de MBAM). Por questões mercadológicas a Malwarebytes resolveu remover a palavra "AntiMalware" e anuncia esse produto como algo que torna os antivírus obsoletos - algo totalmente irreal. O Malwarebytes Premium é um excelente produto, com a vantagem dele funcionar em conjunto com qualquer antivírus, e a grande vantagem dele é seu módulo Anti-Exploit. Anti-Exploit do Malwarebytes Para quem utiliza um antivírus, o módulo mais importante que adiciona proteção ao usuário é o Anti-Exploit. Ele está presente em alguns antivírus (incluindo Windows Defender), mas infelizmente em muitos antivírus esse módulo está presente apenas nas versões corporativas (Endpoint Security). O Anti-Exploit do Malwarebytes monitora os scripts sendo executados e bloqueia aqueles que ele considera maliciosos. Isso permite bloquear ataques através de banners maliciosos que utilizam vulnerabilidades do Flash ou do Java para enviar um ransomware para o seu computador e executá-lo. Muitos internautas são infectados através de banners de sites comuns: foi-se a época que ele precisaria navegar em um site pornô ou de conteúdo pirata para ele ser infectado, pois atualmente qualquer site pode infectá-los Isso acontece quando hackers invadem servidores que mantêm esses banners e incluem códigos maliciosos que são executados juntamente com o banner - e quando sites comuns mostram esses banners eles tentam invadir o seu computador. Isso chama-se MALVERTISING. Além disso, o Anti-Exploit também protege o internauta contra vulnerabilidades 0-day de navegadores, de leitores de arquivos .pdf, do Office e de media players - então se você utiliza o Adobe Acrobat, Adobe Reader, Edge, Firefox, Chrome, Opera, Word, Excel, PowerPoint, VLC, entre outros, ele aumenta muito a proteção contra invasões através desses aplicativos. Embora o Malwarebytes AntiMalware seja uma solução paga, a Malwarebytes disponibiliza para download uma versão gratuita do Anti-Exploit que pode ser utilizado em conjunto com qualquer antivírus. Essa versão nem sempre é a mais recente, mas ela é suficiente para proteger o internauta contra ataques via navegador, via Flash e via Java. DOWNLOAD DO MALWAREBYTES ANTI-EXPLOIT Outros dois concorrentes muito bons do Malwarebytes são o Zemana e o Hitman Pro: Zemana e HitmanPro Zemana A Zemana é uma pequena empresa turca com sede em Saravejo, e o AntiMalware dela é muito eficiente. Para baixar uma versão de testes por 30 dias do Zemana AntiMalware, clique aqui. Para aumentar a segurança, acesse Proteção instantânea e habilite a opção Ativar a Tecnologia Pandora Cloud-Sandbox. Na opção Ação, escolha Eliminar: HitmanPro A empresa que criou o HitmanPro foi adquirida pela Sophos em 2015. Para baixar uma versão de testes de 30 dias do HitmanPro, clique aqui. Eu preciso de um firewall além daquele que vem com o Windows? O firewall nada mais é do que uma barreira de proteção contra acessos via rede. Quando ele está ativado, ele permite filtrar e bloquear acesso a determinados serviços que estejam em funcionamento no computador. Eu preciso de um firewall além daquele que vem com o Windows? A resposta a essa pergunta é NÃO. Não existe nenhuma necessidade de você utilizar um firewall além daquele que vem com Windows - exceto nos casos aonde você utiliza um antivírus que tem o seu próprio firewall, como os produtos "Internet Security" existentes no mercado: nesse caso é recomendável você utilizar o firewall que vem com o antivírus por questão de compatibilidade e eficiência. Há muitos anos os criminosos invadem computadores através de navegador, do Flash e de vulnerabilidades de programas, e eles não perdem mais tempo verificando qual porta está aberta e o que dá para fazer ali - por isso a proteção que o firewall do Windows fornece é suficiente para o dia-a-dia. O uso de um firewall é fundamental para manter o computador seguro - tanto que o ransomware WannaCry se propagava através da porta TCP 445 e internautas que não utilizavam firewall para bloquear essa porta podiam ser infectados. Como testar as portas do firewall? Dica: para testar quais portas estão abertas no seu firewall, use o ótimo ShieldsUP! da GRC, um serviço online que verifica se as principais portas TCP. Para fazer isso: 1. Acesse a página do GRC e clique na opção ShieldsUP!: 2. Uma nova página abrirá. Clique no botão Proceed: 3. Agora clique em Common Ports: 4. Pronto! Aguarde a análise ser finalizada. Para um usuário caseiro comum, o ideal é que nenhuma porta esteja aberta, ou seja, apareça sempre: Retângulo verde Stealth: ou o Retângulo roxo Closed: Se o retângulo for vermelho Open, isso indica que a porta está aberta e você deve criar uma regra no firewall para fechá-la:
×
×
  • Criar Novo...