De acordo com informações recentes, o Windows 10 Fall Creators Update corrigiu o problema com a alocação de memória no DirectX 9 introduzido no Windows 8.

Windows 10 Fall Creators Update corrige problema com a alocação de memória no DirectX 9

No Windows 8 a Microsoft mudou a forma como o DirectX 9 reporta a quantidade de memória de vídeo disponível para jogos. Enquanto o Windows 7 permitia que os jogos utilizassem toda a memória de vídeo, o Windows 8 limitou a quantidade a 4GB sem razão aparente.

Este comportamento introduzido no Windows 8 persistiu no Windows 8.1 e no Windows 10, o que prejudicou a performance de alguns jogos nestes sistemas operacionais.

Embora possa parecer que o problema afeta quem utiliza placas de vídeo mais potentes e com mais de 4GB de memória, a coisa não é bem assim. A API do DirectX aloca memória como uma combinação de memória RAM e memória de vídeo e por isso quem tem placa de vídeo com menos de 4GB também é afetado pelo problema.

Como esperado, o problema com a alocação de memória no DirectX 9 afetou negativamente a capacidade de modificar jogos como The Elder Scrolls V: Skyrim. Jesse Natalie, da equipe do Direct3D na Microsoft, tomou conhecimento do problema no Reddit cerca de quatro meses atrás e prometeu uma solução.

Windows 10 Fall Creators Update corrige problema com a alocação de memória no DirectX 9
A correção foi inicialmente introduzida no build 16232 e também está presente na versão final do Windows 10 Fall Creators Update lançada nesta semana pela Microsoft.

Natalie disse que embora parecesse que estava tudo bem no Windows 7, a API Direct3D estava tendo problemas em sistemas com placas de vídeo com mais de 4GB de memória. A Microsoft tentou solucionar isso no Windows 8, o que acabou causando mais problemas.

Com o Windows 10 Fall Creators Update, a equipe do Direct3D na Microsoft finalmente conseguiu corrigir o problema e agora o sistema operacional reporta a quantidade correta de memória disponível para os jogos.