Ninguém gosta de um computador lento, concorda? As vezes temos tantos programas na inicialização que o tempo de boot chega a ser doloroso de aguentar. Mas, bem, para muitas coisas há uma solução. Descubra no tutorial abaixo duas formas de medir o impacto de um aplicativo na inicialização.

Medir o impacto de um aplicativo na inicialização do Windows

Existem inúmeros programas que prometem mundos e fundos quando o assunto é otimizar o computador. Não caia nessa história. Grande parte das opções podem ser feitas diretamente com o Windows ou por meio de programas que servem somente para monitoramento e nada mais. O grosso do trabalho sempre tem de partir do usuário, assim há maior garantia que nenhuma dor de cabeça futura vai surgir.

1 – Aba de inicialização

Por incrível que pareça, o Windows já possui uma ótima ferramenta para isto inserida no Gerenciador de Tarefas (Ctrl+Shift+Esc), mas que por algum motivo não é ativada por padrão. Na guia inicialização, clique em uma das opções e marque a opção CPU na inicialização.

medir o impacto de um aplicativo na inicialização

Isto te dará um valor em milissegundos de quanto de processador o processo utiliza. Vale lembrar que 1000ms=1s.

2- Boot racer

Disponível gratuitamente no site oficial, o Boot Racer é uma opção um pouco mais robusta do que a janela de inicialização do Windows. Ele faz uma verificação de quanto tempo o computador demora para entrar em um estado totalmente operável, aponta os principais programas que afetam o desempenho e gera logs sobre o seu funcionamento. Basta instalá-lo e clicar em Boot Time Test. Ele reinicializará o computador e fará o teste de boot.

O programa também oferece o Startup Control, que é basicamente uma ferramenta onde você pode alterar a ordem de quais aplicativos devem ser inicializados primeiro. Para isso, clique em Startup Control e depois em Set Order. Clique nas setas para definir a ordem.

Outros elementos que impactam a inicialização do Windows

É relevante, reforçar que o tempo de inicialização e o uso do processador é apenas uma das facetas que interferem no tempo de boot. Um disco rígido mecânico vai ser independentemente mais lento que um SSD e caso ele esteja fragmentado, pior ainda.

Portanto, é sempre bom usar o desfragmentador do Windows, localizado dentro das ferramentas administrativas no painel de controle do Windows. O guia de tudo sobre desfragmentação do BABOO ainda é essencial.

Outra opção é atrasar a inicialização de serviços não essenciais ao Windows, como o de programas específicos.

Vá no executar (Windows+R) e digite services.msc.

medir o impacto de um aplicativo na inicialização

Na janela que será aberta, clique em um dos serviços e vá em Propriedades.

medir o impacto de um aplicativo na inicialização

No Tipo de inicialização, altere de Automático para Automático (atraso na inicialização). Atenção: Não desative um serviço, pois ele pode causar problemas posteriores no computador.

medir o impacto de um aplicativo na inicialização

A principal dica para manter um computador saudável é, evite que programas não essenciais fiquem presentes na inicialização do Windows. Alguns deles podem muito bem serem desativados para ganhar alguns segundos a mais. Um verificador de atualizações? Será mesmo que você precisa disso para aquele aplicativo que mal usa? Desabilite-o e verifique por atualizações manualmente, nem que um lembrete seja necessário.

Isto conclui o tutorial de medir o impacto de um aplicativo na inicialização do Windows. Em caso de dúvidas ou em busca de outras dicas, acesse a área de Windows do BABOO.