Artigo originalmente publicado em Out/2013 e atualizado em Jul/2015

alguns dias o Windows 8.1 foi lançado pela Microsoft. Ele é o sucessor do Windows 8, e usuários desse sistema operacional não pagam nada pelo upgrade.

O Windows original não é caro: é possível comprar legalmente o Windows 8 por cerca de R$ 210 (e depois fazer upgrade gratuito para o Windows 8.1) ou comprar o Windows 8.1 por cerca de R$ 349.

Quem quiser parcelar, pagará 12 parcelas de R$ 20 (Windows 8) ou R$ 34 (Windows 8.1) – que são valores irrisórios considerando que ele será utilizado por vários anos. E sem perceber certamente você gasta muito mais do que isso todos os meses com jornal, café, revista ou lanche no McDonald’s…

UPDATE JUL/2015: Com o lançamento do Windows 10, os trambiqueiros do Mercado Livre continuam se aproveitando dos internautas vendendo chaves de ativação de maneira ilegal e criminosa ali. Os exemplos são óbvios:

1. Não existe nenhum “parceiro Microsoft” ali pois NENHUM parceiro da Microsoft vende através do Mercado Livre

2. Revenda de “chaves compradas por R$ 29 na época do Windows 8″ é conversa-fiada pois somente parceiros REAIS da Microsoft podem vender chaves de ativação. Os vendedores do ML vendem a mesma chave para todos seus clientes.

3. A chave é “OEM” é outra balela pois chaves de ativação OEM só podem ser vendidas para computadores novos.

4. Peça nota fiscal ou CNPJ de quem vende a chave de ativação e ele simplesmente informará que não emite nota fiscal ou sua mensagem será apagada pelo vendedor, ou pior: você lerá desculpas infantis do tipo “Não emitimos nota fiscal devido ao valor e a chave por serem adquiridas em lotes do exterior com isenção de impostos”.

Conclusão: tudo ali é obviamente ilegal. Quem trabalha seriamente com software JAMAIS vai vender no Mercado Livre, que é conhecido por ser um site sem nenhuma seriedade ou credibilidade na venda de software.

Se a Microsoft bloquear a chave de ativação que você comprou, ela desativará seu Windows e você precisará obter uma chave legítima para ativá-lo – e não adianta reclamar ao vendedor, pois ele já terá sumido do Mercado Livre.

Piratas do Mercado Livre enganam compradores vendendo chave de ativação do Windows

Independentemente disso, a pirataria está enraizada na sociedade brasileira e internautas procuram versões piratas do novo sistema operacional da Microsoft. Sabendo disso, em um dos maiores centros de pirataria do Brasil, muitos vendedores online anunciam “licenças vitalícias” do Windows 8.1 por R$20 enganando os internautas ingênuos.

Piratas do Mercado Livre enganam compradores vendendo chave de ativação do Windows
E tem gente que acredita que esses Windows 10 são legítimos!!
Piratas enganam compradores vendendo chave de ativação do Windows 8.1
É inacreditável que internautas acreditem que essas cópias sejam “originais”

Existem várias maneiras de ativar o Windows através de soluções corporativas, que permitem a ativação automática de milhares de computadores:

Ativação KMS (Key Management Service) é utilizada por grandes empresas: elas configuram um servidor interno para servir como servidor de ativação, e todos os computadores da rede podem ser automaticamente ativados por ali. Isso facilita muito a ativação de dezenas ou centenas de milhares de estações de trabalho de grandes empresas, que não precisam serem ativados via internet, mas ao burlar esses servidores de ativação é possível ativar qualquer computador ou notebook mesmo que ele não esteja na rede local da empresa, embora a ativação dura apenas 180 dias. A própria Microsoft disponibiliza chaves de ativação para computadores que devem ser ativados via KMS

Ativação MAK (Multipla Activation Key) permite múltiplas ativações de uma única chave, sendo muito utilizada quando uma empresa cria uma imagem de instalação do Windows e replica-a para centenas de estações

Ativação VAMT (Volume Activation Management Tool) é uma aplicação que coleta pedidos de ativação de vários computadores e envia. Como ela armazena as ativações, é possível reativar um Windows sem contatar os servidores de ativação da Microsoft.

Ativação OEM (Original Equipment Manufacturer) é realizada em computadores novos, aonde o Windows é automaticamente ativado de acordo com o número serial do equipamento instalado.

Ativações piratas via KMS existem desde o Windows Vista em 2006. quando um servidor de ativação torna-se público. Quando isso acontece, a Microsoft consegue desativar os Windows ativados ilegalmente desta maneira (além do uso de cracks, seriais inválidas e outras gambiarras) através de atualizações do sistema operacional, como ela fez com o Windows XP, o Windows Vista (duas vezes) e Windows 7. Ativações MAK  também vazaram e as ativações foram desabilitadas.

Como a Microsoft desativa ativações piratas?

Quando o Windows é ativado, a Microsoft armazena em seus servidores diversas informações sobre a ativação:

– chave de ativação – versão do sistema operacional e revendedor (se aplicável) – data da ativação – chave de hardware ID (número gerado a partir de várias informações do hardware: número de série do processador, memória, HD, chipset..) – idioma – endereço IP – Conta da Microsoft (para Windows 8.x)

Com essas informações, a Microsoft consegue saber facilmente se a cópia do Windows que você está utilizando foi ativada ilegalmente ou não – e com isso ela pode lançar uma atualização para desativá-la.

Na época do Windows 7 havia uma ativação pirata de OEM que fez muito sucesso: ela “enganava” o Windows fazendo-o pensar que ele está rodando em um computador de um determinado fabricante, quando não estava. Então uma chave OEM era aplicada e magicamente o Windows era ativado.

Mesmo nesses casos a Microsoft conseguiu detectar versões ativadas ilegalmente, e em 2010 ela lançou um update que detectava se o Windows foi ativado utilizando algum dos SETENTA cracks disponíveis na web naquela época.

Piratas enganam compradores vendendo chave de ativação do Windows 8.1

Estamos em 2013 e isso não mudou: muitos internautas tentam transformar magicamente o seu Windows pirata em original sem custo algum utilizando argumentos que não fazem muito sentido hoje em dia (lembre-se que o Windows 8 original custa cerca de R$ 20 por mês), e ao invés de fazerem isso da maneira correta (comprando em lojas conhecidas), eles acreditam que “chaves originais” do Windows vendidas a preço de banana na web são a solução para tornar o seu Windows original.

Nada mais fictício do que isso e a imensa maioria deles não sabe que o seu Windows poderá ser desativado nos próximos meses, pois utilizar ilegalmente uma chave de ativação não transforma o Windows pirata em uma versão original. No Mercado Livre, um dos maiores centros de pirataria no Brasil, vendedores vendem “chaves originais” como se fossem legais, e ainda têm a cara-de-pau de informar que “não trabalhamos com pirataria”!

Agindo como mocinhos, eles lucram com a ingenuidade e ignorância dos internautas. Pergunte ali se eles entregam nota fiscal e qual é o CNPJ da empresa que está vendendo essas “chaves originais”, e a sua mensagem é imediatamente apagada! Como o Mercado Livre está se lixando para as leis brasileiras e aceita tranquilamente a ação desses vendedores, uma simples pergunta sobre a validade legal da “chave original” transforma-se em algo proibido. Mais óbvio, impossível..

Piratas enganam compradores vendendo chave de ativação do Windows 8.1

Um pouco de bom-senso acabaria com isso: se nem a Microsoft Brasil está vendendo o Windows 8.1 online, como é possível que vendedores do Mercado Livre estejam fazendo isso legalmente por um preço muito inferior ao comercializado nas lojas?

Update: a Microsoft iniciou as vendas online do Windows 8.1 na semana seguinte à publicação deste artigo

Windows ativado não significa Windows legalizado

O fato do Windows estar ativado não significa que ele está legalizado. Exemplo simples: uma empresa tem uma chave que permite a validação de 20 mil computares (algo comum no mercado corporativo) e um funcionário da empresa começa a “vender” essa chave para amigos por R$ 29. Os computadores deles serão ativados (pois a chave é válida), mas isso não torna o Windows dele legal pois o usuário não tem a nota fiscal de compra e também não tem a licença de uso dessa chave.

Quando a Microsoft é informada pela empresa do vazamento dessa chave, ela pode bloquear novas ativações e inserir essa chave em uma banco de dados de chaves inválidas (que foram pirateadas). Quando os usuários fizerem uma atualização mensal do Windows e essa atualização verificar que a chave está na lista negra, o Windows pode ser desativado e o usuário terá 3 dias para inserir outra chave para ativá-lo, pois a chave anterior não era válida.

Conclusão: INTERNAUTAS, NÃO SEJAM OTÁRIOS INOCENTES: NÃO COMPREM CÓPIAS DO WINDOWS, CHAVE VITALÍCIA, LICENÇA VITALÍCIA, WINDOWS ORIGINAL, LICENÇA WINDOWS, WINDOWS PRO ORIGINAL ou qualquer outro termo fictício usado pelos vendedores que estão te enganando pois o seu Windows continuará pirata e poderá ser desativado no futuro.

Se todas as lojas online vendem Windows 8 original a partir de R$ 210, você realmente acredita que vendedores desconhecidos do Mercado Livre estão vendendo uma cópia legal (ou chave de ativação) por R$ 49?

[]s

Aurélio “Baboo”
MVP Windows Expert Consumer
mvp-baboo-2014