De acordo com informações da empresa de segurança ESET, um grupo de cibercriminosos tem obtido um surpreendente sucesso na propagação de um Windows Movie Maker falso.

O principal objetivo do golpe é tirar dinheiro dos usuários.

Golpe usa Windows Movie Maker falso para tirar dinheiro dos usuários

De acordo com a empresa, a propagação do golpe (que não é novidade) tem sido impulsionada pelo excelente posicionamento do site dos cibercriminosos no Google e pela alta demanda pelo Windows Movie Maker.

Vale lembrar que o software, oferecido como parte da suíte Windows Essentials 2012, foi descontinuado pela Microsoft em janeiro de 2017.

Ao fazer a busca pelo Windows Movie Maker em site de busca como o Google, Bing e outros, o site dos criminosos aparecem como os primeiros resultados.

As soluções de segurança da ESET detectam o software falso como Win32/Hoax.MovieMaker:


Se o usuário acessar o site dos criminosos, ele verá o software falso oferecido como na imagem abaixo:


Quando o Windows Movie Maker falso é instalado, ele se comporta como uma versão de avaliação (ou trial), sendo que o software original da Microsoft é completamente gratuito.

A versão falsa pedirá que o usuário “compre e registre o software” para que ele possa continuar sendo usado:

Golpe usa Windows Movie Maker falso para tirar dinheiro dos usuáriosOs criminosos cobram US$ 29,95 pela versão falsa do software. Este valor é oferecido como “preço promocional”:

Se você instalou o software falso, remova-o imediatamente e execute uma verificação completa usando uma solução de segurança confiável.