A Microsoft anunciou nesta terça-feira em seu blog as novidades de outubro para o Office 365. Em seu anúncio a empresa também confirmou que o Office 365 agora está disponível em mais 96 mercados.

Com isso o Office 365 agora está disponível em um total de 246 mercados em todo o mundo e em 44 idiomas.

Microsoft anuncia novidades de outubro para o Office 365

De acordo com o anúncio da Microsoft, uma das novidades de outubro para o Office 365 é um novo Tradutor no Word. Esta versão atualizada agora traz suporte para 60 idiomas.

Para começar a usar o novo Tradutor, navegue até a guia Revisão no Word e selecione Traduzir:

Clientes comerciais do Office 365 usando o Word, Excel e PowerPoint podem procurar fazer pesquisas, compartilhar arquivos com colegas, visualizar e reutilizar slides, gráficos e tabelas de documentos anteriores com suporte para busca por pessoas e documentos no recurso Tell Me. Para começar, faça o login nos aplicativos do Office usando uma conta do Office 365 e procure por uma pessoa ou arquivo na caixa de pesquisa do recurso Tell Me.

O Word no iPad agora suporta nos recursos Immersive Reader e Read Aloud, novas ferramentas que permite que o conteúdo seja visualizado de forma otimizada para certos cenários de aprendizado e que documentos sejam lidos em voz alta:

A lista com as novidades de outubro para o Office 365 também inclui o Visio Online, versão Web da popular ferramenta de diagramação da Microsoft. Com ele os assinantes podem criar, editar e compartilhar diagramas online:

Microsoft anuncia novidades de outubro para o Office 365

Durante a conferência Ignite em setembro a Microsoft mostrou um Preview do suporte para visualização de perfis do LinkedIn nos aplicativos e serviços da empresa. A partir de hoje, este recurso começará a ser disponibilizado para os clientes comerciais do Office 365 usando o Outlook.com:

A lista completa com todas as novidades pode ser vista no post com o anúncio da Microsoft.

  • Elias

    Nada disso é lá muito interessante.

    Será que ninguém percebe que apenas será revolucionário quando o usuário puder falar e o sistema “digitar” isso na tela. Se a MS não inventar logo e não acordar, outras empresas vão lançar na frente e vão levar o mérito.
    Mandar esses programadores de software tudo embora e contratar gente mais criativa e sair da mesmice.

    • Isso é muito bom em filmes sci-fi, mas imagine uma sala com 40 pessoas trabalhando e todas falando sem parar com seus computadores! A tecnologia de reconhecimento de voz existe há décadas anos e é útil para alguns nichos de usuários (acessibilidade) e cenários (smartphones), mas está longe de ser útil para a maioria das pessoas no dia-a-dia..

      • Elias

        Digito entre 80-100WPM. E se a Apple lançar um recurso desses, vai ser um sucesso. Já imagino o sucesso que será nas micro empresas ou nos lares mesmo, digitação de trabalhos escolares, digitação em geral, no meu próprio trabalho poder digitar em 150 palavras por minuto (velocidade da fala normal). E nas empresas em geral, diminuição ou mesmo eliminação das LERs. Acho que isso sim seria muito útil, não custa tentar, mais útil que a MS está fazendo com esse “Read Aloud” já usei esse recurso pelo menos desde o XP, um recurso nativo do Windows há muito tempo, fazer o Windows falar, não há novidade nenhuma, vamos ver qual empresa vai sair na frente (no meu ponto de vista, muito útil). Acho que será a Apple ou Google, e depois a MS…

        • Elias

          Seria um aperfeiçoamento da Cortana, já pensou os anúncios informando que: “A Cortana, sua assistente pessoal, agora digita o texto que você dita, aumentando em 50% sua produtividade” Sucesso absoluto de utilidade (e curiosidade).
          Claro que em novas versões, isso seria cada vez mais aperfeiçoado.

          • Márcio Vieira

            Já existe e é patenteado pela IBM.
            o nome é VoiceType Dictation: