Detalhes do novo processador Intel Core i7-7700K de sétima geração (codinome “Kaby Lake”) apareceram na lista de pontuações do software SiSoft SANDRA.

O SiSoft SANDRA é usado para testes de desempenho de diversos componentes do computador.

Vale lembrar também que o Windows 7 e o Windows 8.1 deixarão de ser suportados na plataforma Skylake a partir de 17 de julho de 2018 e os futuros processadores Intel “Kaby Lake”, Qualcomm “8996” e AMD “Bristol Ridge” só suportarão o Windows 10.

Detalhes do processador Intel Core i7-7700K "Kaby Lake"
Detalhes do novo processador Intel Core i7-7700K de sétima geração (codinome “Kaby Lake”) apareceram na lista de pontuações do software SiSoft SANDRA

Detalhes do processador Intel Core i7-7700K “Kaby Lake”

De acordo com as informações da lista do SiSoft SANDRA, o novo processador Intel Core i7-7700K “Kaby Lake” ainda é uma amostra de engenharia e por isso alguns detalhes podem ser diferentes quando ele for lançado oficialmente.

A lista mostra que o novo chip possui quatro núcleos de processamento e suporte para a tecnologia Hyper-Threading. Ele também possui clock de 3.60GHz, mas pode chegar a até 4.20GHz graças à tecnologia Intel TurboBoost.

O IMC do processador Intel Core i7-7700K “Kaby Lake” tem clock de 4GHz e o chip gráfico tem 24 unidades de execução assim como os atuais chips “Skylake-D”.

Este modelo também conta com 256KB de cache L2 por núcleos e 8MB de cache L3. O chip é produzido com o processo de fabricação de 14nm e é compatível com o socket LGA1151.

Ele poderá ser usado com as atuais placas-mãe baseadas no chipset 100 Series e nas futuras placas com chipset 200 Series.

Os primeiros processadores “Kaby Lake” devem chegar ao mercado até o final deste ano.

  • Caio Portella

    Acredito que nas gerações da intel só iram mudar em 2022 mesmo. A única novidade das geraç~eos 5 ao 7 é a iris mesmo que quebra um galho em alguns jogos e programas pra baratear os notebooks… Eu memso se quiser processamento é comprar uma Quadro + Tesla

  • Roger Carvalho

    Nossa desde a primeira geração não sai dos 4 Núcleos lógicos.

    De certo ponto de vista são praticamente 14 Gerações seguidas no Quad-Core se contarmos o “Tick-Tock” modelo adotado pela Intel de 2007 a 2014 se não me engano para acompanhar todas as mudanças de microarquitetura com o processo de encolhimento da tecnologia anterior. Todo “tick” é o processo tecnológico de encolhimento da microarquitetura anterior e todo “tock” é uma nova microarquitetura… isso já não é mais usado afinal 14nm ela já usou em algumas gerações e anteriores continua usando, e pela noticia continuará nos futuros CPUs!

    É certo que sempre se sai muito superior ao concorrente com 8 núcleos da AMD,
    Mas Por que sera que não usam 8 Núcleos físicos, reais ou lógicos ?

    • Philippe Ruivo

      a intel esta para mostrar para AMD que numero de núcleos nao quer dizer que terá desempenho superior

      • Leandro Picone

        vdd. hoje em dia mesmo jogos mais pesados nao usa todo o poder dos 4 nuclues

    • Caio Portella

      quer amais de 4 núcleos? compre um xeon de 6 que imita 12 e a tendência é os processamentos pesados serem para uma Quadro ou Tesla. Parem de ser chatos!

  • Vinícius Azzolin

    Pra mim a Intel caiu no mesmo abismo que a AMD quando começou a bagunçar as gerações de processadores. Você ainda encontra várias marcas usando chips ainda da 3ª geração, quando muito da 4ª ou 5ª, e aí já vem a 7ª. Inovação sempre é bom, mas já nem sei por onde anda a Intel mais.

    • Luiz Murasawa

      Olá Vinicius, pior ainda é a performance dos mesmos, que em nome da eficiência energética, não teve um aumento significativo em sua performance que eu acho que no minimo deveria ter dobrado. Coisa que não acontece.

      • QuitKatt ™

        Bem observado,a cada nova “geração” da arquitetura Core,não venho notando um grande aumento de performance,porem na questão de gerenciamento de energia e dissipação de calor vem diminuindo a cada nova geração.

    • Leonardo César

      O pior de tudo isso é a mudança constante de socket, quem possui um i7 3º geração, se a placa mãe der algum problema, é praticamente obrigado a trocar o processador também, não se encontra mais mobos boas no mercado de reposição, apenas modelos de entrada, com preço superfaturado e 90% dos casos não irá atender a pessoa por causa de recursos, seja por usb 3.0, várias portas satas e etc.