R7
BABOO

CONTATO
ANUNCIE
SUGESTÕES
RSS
COPYRIGHT

Home Hardware

De acordo com o secretário Municipal de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, o transporte público de SP terá tecnologia biométrica. Ou seja, o bilhete único, cartão usado para utilizar ônibus, trens e metrô na região contará com leitura de digitais.

Transporte público de SP terá tecnologia biométrica

Transporte público de SP terá tecnologia biométrica

A informação foi divulgada ontem em um evento que reuniu não só o secretário, mas também o prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad (PT), e o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

A coleta das digitais de cada passageiro será realizada a partir de abril deste ano pela prefeitura municipal. Para usar o serviço, o usuário do sistema de transporte público terá de encostar a mão em um validados biométrico antes de aproximar o cartão para leitura.

O motivo principal para a inserção deste novo sistema é por causa das fraudes que ocorriam com os bilhetes únicos. Recentemente foi descoberta uma falha que permitia a clonagem dos créditos de cartões de forma instantânea.

Além disso, há relatos de práticas de aluguel de cartões, onde os donos recebem uma quantia abaixo do preço oficial para emprestar os bilhetes únicos no período apto a realizar quatro viagens em até três horas.

Este processo será obrigatório para quem desejar utilizar o Bilhete Único Mensal, novo projeto do prefeito Fernando Haddad, o qual permite viagens ilimitadas de ônibus durante 30 dias pelo pagamento de R$ 140. Para estudantes, o serviço sai pela metade do preço, R$ 70. Já no caso do uso de metrô, ônibus e trens, o valor vai para R$ 280.