R7
BABOO

CONTATO
ANUNCIE
SUGESTÕES
RSS
COPYRIGHT

Home Hardware Consoles

Como esperado, a Sony anunciou seu novo console, o PlayStation 4, durante uma conferência na noite de hoje, quarta-feira, 20 de fevereiro. O console conta com uma novidade interessante. Ele usa a mesma arquitetura que um PC (x86) e terá 8GB de memória RAM dedicada para a renderização gráfica.

PlayStation 4 é o novo console da Sony

A conferência começou com Andrew House, presidente da Sony Computer Entertainment, que comentando sobre o conceito de diversão e entretenimento, para depois finalmente anunciar a novidade: o PlayStation 4.

Abaixo você confere as configurações técnicas do console, segundo a Sony:

Depois de comentar sobre a conectividade e de dispositivos como o portátil PlayStation Vita, House deu espaço para Mark Cerny subir ao palco e apresentar o design do joystick. Ele permanece com seu design clássico e com algumas pequenas mudanças, como uma barra de luz que identifica o jogador na parte superior, e uma tela sensível a toque no centro. No caso, com a mesma tecnologia da tela da parte de trás do PS Vita.

Gráficos e interatividade

Ao apresentar uma demonstração da Unreal Engine 4 em tempo real, o executivo comentou que o console tem a capacidade de processar milhares de partículas. Este recurso também foi explorado com uma demonstração da engine Havok. Em seguida, foi revelado o primeiro título do console: Knack. Que usa justamente as milhares de partículas como fragmentos do corpo do personagem principal, uma espécie de robô que luta contra goblins.

O PlayStation 4 poderá também gravar vídeos e enviar para a rede PlayStation Network, além de permitir que jogadores joguem de forma “remota” com amigos. Isso significa a possibilidade de, por exemplo, vencer chefões ou fases com a ajuda de um amigo que estiver online.

David Perry, CEO do estúdio Gaikai, subiu ao palco e comentou sobre o uso da nuvem, além da nova interface do console. Que diga-se de passagem, se assemelha com a do Windows 8 e seus aplicativos e recursos divididos em pequenas caixas.

Além disso, será possível jogar demonstrações e jogos Arcade antes mesmo de serem baixados. Assim como acontece como World of WarCraft, da Blizzard, por exemplo.

Os jogos da nova geração

O CEO da Guerrilla Games anunciou o primeiro título “peso pesado” da Sony, Killzone Shadowfall. Com o anúncio, a companhia mostrou um pouco do que está por vir, com uma pequena demo da jogabilidade, o qual mostra um soldado em batalha contra um ataque iminente dos inimigos Helghast.

Não está ainda na hora, porém, de apresentar outro título esperado pelos fãs, que seria um novo Gran Turismo. Ao invés disso, a Evolution Studios (da série MotorStorm) apresentou Drive Club, um game de corridas em grupo.

Nate Fox, CEO da Sucker Punch, subiu ao palco e apresentou mais dos pesos pesados: Infamous Second Son. Um título que segue a premissa da franquia já consagrada e exclusiva do console.

O criador de Braid, Jonathan Flow, deu as caras no evento para comentar de seu novo projeto, com sua visão de design artística.

A Quantic Dream também fez parte da apresentação. Apesar de forma rápida, demonstrou um conceito de polígonos e gráficos de seus novos jogos, que impressionam no realismo. A ponto de o jogador conseguir compreender a expressão de um personagem no jogo ao analisar seus olhos e feições.

Em seguida, a Media Molecule mostrou um pouco do potencial criativo do console, com uma demonstração do uso do sensor de movimentos PlayStation Move para criar uma espécie de “banda dentro de um sonho”, o qual os jogadores cada um toca um instrumento.

Yoshinori Ono, da Capcom, subiu ao palco para comentar sobre o passado e o futuro da Capcom no PlayStation 4, passando de Resident Evil até Monster Hunter. Deep Down, um game com batalhas medievais e dragões foi anunciado pela companhia. Um título que utiliza a engine com codinome Panta Rhei.

A Square-Enix também apresentou um pouco do seu potencial para a próxima geração, com uma demonstração em CG de sua nova engine, a Agnes Philosophy.

A Square-Enix também apresentou um pouco do seu potencial para a próxima geração, com uma demonstração em CG de sua nova engine, a Agnes Philosophy. Shinji Hashimoto, o responsável pela marca Final Fantasy, também subiu ao palco e disse que um novo título da franquia está em desenvolvimento e deve aparecer ainda neste ano.

Yves Guillemot, da Ubisoft, falou sobre Watch Dogs, o primeiro título da companhia para a nova geração, que ganhou uma demonstração em vídeo na última E3. Desta vez, no entanto, uma nova demonstração foi revelada, o qual mostra o protagonista perseguindo um criminoso pela cidade.

Em seguida, Diablo III foi anunciado para estrelar em um console. E o console escolhido foi o PlayStation 3. Logo, o título também rodará no PlayStation 4. Isto marca o retorno da companhia aos consoles depois de muitos anos.

A equipe da Bungie, criadora da série Halo, se juntou com a Activision no palco para falar sobre Destiny, seu próximo título em produção, que já havia sido anunciado.

E o console?

No final das contas, a Sony acabou a apresentação com uma coletânea dos jogos apresentados na conferência. E, de forma intrigante, não mostrou o console em si. Nada de imagens do design de como o PlayStation 4 é. Apenas como será seu joystick e como serão alguns poucos jogos.

Portanto não há qualquer informação sobre preço. Apenas ficamos com a notícia de que ele será lançado no natal de 2013.

  • RogerioNT

    AMD é sacanagem. Prefiro a dupla intel + nvidia.

  • Dario

    Vale lembra que o novo XBOX também terá um processador da AMD com 8 Nucleos e também terá 8GB de RAM! Oque vai fazer mesmo a diferença entre os dois vai ser o sistema de cada um. Outra coisa interessante, e que como os 2 novos consoles vao usar CPU da AMD, ao invés de CPU(próprias), dev ser mais fácil para emular em um PC!

    • BAS

      Não sei, mas não acho que só o sistema fará a diferença já que o VG247 diz ter recebido informações de produtoras falando que o ps4 será 50% mais poderoso que o novo xbox. agora que a sony anunciou a microsoft deve da um espaço de 1 mês para mostrar o novo xbox. se deixar para mostrar na E3 terá pouco tempo para fazer marketing do novo aparelho se for lançado antes do natal. tomará que não confirme o bloqueio de jogos usados e sempre ter que estar conectado para poder jogar