R7
BABOO

CONTATO
ANUNCIE
SUGESTÕES
RSS
COPYRIGHT

Home Ciência e Espaço

Após quase um ano a sobrevoar o nosso satélite, a NASA finalizou a sua operação de mapeamento interno da Lua na noite desta segunda-feira (17) com a destruição de suas sondas.

mapeamento interno da lua

Como foi realizado o mapeamento interno da Lua

As sondas GRAIL-A e GRAIL-B, também conhecido como Ebb e Flow foram lançadas em 2011 e sobrevoavam a cerca de 100 km de distância a Lua para realizar análises e tirar fotos em alta definição que servirão para conhecer melhor a estrutura interna do satélite.

Devido a falta de combustível, as sondas não teriam como voltar para a Terra. Em uma decisão, a agência achou melhor chocá-las diretamente contra um ponto específico da Lua para não danificar qualquer local histórico, como por exemplo o local de Pouso das Apollos.

Apesar de perderem as sondas, os cientistas apontam que a missão foi um sucesso e que a quantidade de dados obtidas pelas sondas ainda levará anos para serem completamente analisadas.

Durante sua estadia, desde primeiro de janeiro de 2012, as sondas tiraram mais de 115 mil fotos da Lua. Ebb e Flow foram chocadas contra o polo norte da Lua em um ponto que será nomeado em homenagem a astronauta Sally K Ride.

Para mais detalhes sobre o projeto GRAIL, acesse o site oficial da NASA.